Menu

Vencemos o Molusco Contagio {Sobre a cura do Ícaro}

A postagem de hoje é um pouco grande, mas se você é MÃE leia!
Quem acompanha o blog sabe que estou com uma postagem pendente, falei que ia falar sobre um probleminha na saude do Ícaro, mas graças a Deus não deu tempo de postar o acompanhamento pois foi rápido e agora estou aqui para contar um pouco sobre essa nossa luta...

Quando o Ícaro tinha 1 mês notei que tinha uma bolhinha no peito dele, era um bolha parecida com uma verruga, estranhei por não ter visto antes, mas achei que realmente era uma verruga. Com o passar do tempo foi aparecendo outras pela pele dele, até que com 1 ano ele já estava se enchendo de bolhas muito rápido. Levei na pediatra (1º médico): 

- Ah isso é brotoeja. 
- Mas Dra. ele tem isso desde um ano, não pode ser normal.
-Vou te passar essa pomada e você passa 3x ao dia e...

Voltei pra casa, confiei e comprei a pomada, usei normal mas não estava adiantando nada, ao contrario foi piorando e nascendo mais e mais... Levei para um dermatologista (2º médico), que diagnosticou o Ícaro com um vírus chamado: "Molusco Contagioso", onde é normal aparecer em crianças. Fiquei tranquila porque pensei que sairia com alguma pomada ou remédio, até ele me dizer que o tratamento era doloroso pois eu teria que furar as bolhas com uma agulha e passar um ácido que teria que encomendar. Perguntei se não existia outro tratamento e ele disse que não, ou era o ácido ou uma cirurgia onde tiraria com um bisturi, preferi o ácido lógico. Ele mandou eu voltar com 1 mês, e assim fiz, o Ícaro não gostava do ácido, queimava, e ele passava a mão em cima queimando outras partes não desejadas, voltei para o médico e ele disse q não poderia fazer nada. OK!

Marquei outro dermatologista (3º medico). Ele foi super legal, paciente e até hoje gosto muito dele mas não ajudou muito, ele falou tudo o que o outro médico falou e me passou outro ácido, dessa vez mandou eu passar puro em cima das bolhas com um cotonete e sem furar, mas teria que irritar as bolhas com uma lixa de unha. Fiquei mais aliviada! -Volte em 1 mês.


Um mês se passou e nada NADA adiantou, as bolhas só estavam se espalhando, estavam por todo o corpo e agora se encontrava nas pálpebras dos olhos onde não tinha como eu passar esse ácido. Voltei para o 3º dermatologista, ele me explicou que se o ácido não adiantou é porque os moluscos estavam muito fortes, porque eles o vírus abitava o corpo do Ícaro a quase 1 ano e meio. Ai veio a ultima solução dele: 

-Estou te enviando para um cirurgião geral, converse com ele pois daqui pra frente é com ele. E não desista porque seu filho tem um vírus, e tenho casos de crianças que não entraram na escola por conta disso.

Fiquei desesperada, meu filho vai ser rejeitado? NÃO! Preciso tomar alguma providência, se é pra fazer cirurgia que faça para o bem dele, e é melhor fazer agora antes que ele fique mais contaminado. 
Fui para o cirugião (4º medico), ele falou que não iria operar o Ícaro pois ele era muito pequeno, só tinha 1 ano e 7 meses, e não aguentaria uma anestesia, essas bolhas saem com um tempo, em media de 2 anos, fique tranquila.

TRANQUILA?Aquela angustia tomou conta de mim, o que seria do meu filho? Tão lindo mas cheio de bolhas pelo corpo... Depois de 2 meses notei que o Ícaro estava piorando, as bolhas não saiam, estavam aumentando, as pessoas achavam que ele tinha catapora, e resolvi voltar para o primeiro médico, talvez ele tenha outra solução... 

Voltei lá, e ele diagnosticou o Ícaro com outra coisa. 

-Ele tem dermatite atópica.
- MEU DEUS ISSO NUNCA VAI ACABAR?
-Vou passar remédios e remédios...  

Eu já estava saindo do consultório feito uma louca quando o porteiro me falou sobre uma dermatologista de lá, era uma mulher, então marquei uma consulta para ela como minha ultima solução. E puff, mas ácidos, pomadas e remédios... 

Já estava perdendo as esperanças e partindo para esperar os 2 anos e vê se elas saiam sozinhas, até que meu tio avô (médico) pediu que a gente não comprasse nenhum remédio receitado pois ele tinha uma solução. Esperei 3 dias e ele nos deu uns vidrinhos com um óleo chamado  oleo de melaleuca, mandou passar 3x ao dia, e assim foi feito, já estava louca, não conseguia olhar pro corpinho do Ícaro sem ficar angustiada. Passei direitinho, orei e orei. Depois de 3 dias aplicando notei a diferença, continuei passando e as bolhas estavam sumindo, apareciam outras e eu continuava na batalha, e pufffff sumiram, ficaram as cicatrizes mas ele ainda é novinho isso é o de menos quando se tinha mais de 80 bolhas pelo corpo inteiro. Sobre a dermatite atópica, estou evitando com shampoo e sabonetes apropriado para pele dele, falarei sobre isso em outra postagem.


Antes

Depois

Graças a Deus e ao meu tio o Ícaro não tem mais nenhuma bolha, elas podem voltar, mas estou preparada, para acabar com todas.
Mamães fiquem espertas com o que seu filho brinca, onde senta e o que come, fiquem espertas com esse vírus. Pesquisem mais sobre ele na internet! Um bj



Me acompanhe: Fase de desmame


                                            Oi oi gente!! Demorei um pouco mas voltei.

 No post sobre amamentação que fiz a uns dias atrás explicava sobre uma doença que descobri na tireoide e que precisava parar de amamentar o Ícaro, lembram? Então, hoje vim escrever um pouco sobre essa fase, estou tentando desmamar o Ícaro, é complicado porque ele só dormia mamando, mas estou sendo firme e estou tirando aos poucos.

Hoje dia 09/10/2014 fazem 8 dias que não amamento o Ícaro, não considero um DESMAME total pois ele ainda não esqueceu haha

No meu ultimo post do (me acompanhe) falei sobre minhas unhas a qual quero parar de roer e deixar crescer, e elas já estão bem grandinhas, o que me ajudou muito a tirar o Ícaro do peito no soninho da tarde, porque? Porque quando está na hora do soninho, dou um banho quente nele, ajeito ele na minha cama, me deito do lado e fico passando as unhas de leve nas costas dele o qual faz ele dormi.

No soninho da noite eu dou um banho quente nele, dou uma mamadeira, ajeito ele no berço, dou beijinho, boa noite e tchau, saiu do quarto e fecho a porta deixando ele no escuro só com a luz da lua, ele se vira, pega o travesseiro, abraça e dorme lá mesmo, no escuro. Outra vitória!

Então vou manter esse ritmo e se Deus quiser (e ele quer) vou conseguir desmamar o Ícaro e me tratar da tireoide. 

Agora vem a fase do: Desfralde. Mas farei isso aos poucos para não confundir e atrapalhar o desmame.

No próximo post falarei um pouco sobre um probleminha na saudê do Ícaro a qual estou tratando e deixarei um alerta e ajuda para outras mães que estão passando e que (Deus os livre) vão passar. 




Semana da conscientização do transplante

Eu tenho uma mãe transplantada, por isso isso é importante para mim, pois só quem passa por isso sabe o quanto é valioso uma doação de órgãos. Pra quem não viu a história da minha mãe, clica aqui...
A Semana Nacional de Doação de Órgãos, desenvolvida pela Abto – Associação Brasileira de Transplante de Órgãos, teve início nessa segunda-feira (22). O objetivo é sensibilizar as pessoas sobre a importância da doação de órgãos.
Atualmente, cerca de 30 mil pessoas aguardam na fila de espera e, de cada 10 pessoas abordadas, metade se nega a doar os órgãos de seus familiares. A maior lista de espera é por um rim – 18 mil pessoas. Em segundo lugar, estão os que precisam de transplante de córnea, em torno de oito mil. Em seguida, vem fígado, com 1.350 pessoas na lista de espera, e, por último, coração e pulmão, com 250 e 196 respectivamente.


Para se tornar um doador, é importante que a pessoa comunique à família sobre esta vontade, pois de acordo com a legislação dos transplantes no Brasil, a doação deverá ser consentida pelo familiar de até 2º grau. Essa conversa é fundamental para subsidiar a decisão da família na hora de doar os órgãos.

DOE ÓRGÃO, DOE VIDA!
Seja doador de órgão de carteirinha.
Clique aqui e faça sua carteira de doação, ajude quem precisa. É grátis e chega na sua casa!

Comentem e sigam o blog para ajudar <3


Sonhos podem ser realizados

Você tem um sonho? Ah, quem não tem não é mesmo? Eu sempre fui uma garota sonhadora, sou daquelas que não pode ter um minutinho de sossego que já viajo para outro universo me imaginando no lugar dos meus SONHOS. Sempre sonhava mas nunca pensei que poderia realiza-los, eu era muito pequena pra entender que sonhos só se realizam quando corremos atrás, nada vem de mão beijada, nada vem fácil e se vim, vem com defeito.

Pensando bem, eu deveria correr atrás de todos os meus sonhos, batalhar por todos eles, afinal quero ser um exemplo de guerreira e batalhadora para o meu filho, quero que ele conquiste tudo o que sempre sonhou e que ele conquiste da melhor forma, lutando pelos seus objetivos... E é por isso que estou em uma fase da minha vida onde vejo tudo como um nível, para realizar um sonho tem momento difíceis, sempre tem aquela fase onde você pensa em desistir, mas se você realmente quer aquilo você corre atrás, até porque sonhos não tem pernas mas VOCÊ tem! Então corre atrás...



Vou falar um pouco sobre o meu sonho, um sonho onde estou na fase médio de realiza-lo, muita gente sabe desse sonho, não escondo, não tenho vergonha, só tenho foco, sei que vou conseguir e sou do tipo daquelas que não desisti muito fácil...  Quando o Ícaro nasceu, descobri uma paixão: "FOTOGRAFIA", eu fotografava ele e percebia o quanto era lindo cada detalhe, cada momento sendo eternizado, o quanto era incrível vê ele crescendo e deixando memorias lindas dele, foi ai que resolvi que queria a fotografia na minha vida, era algo que eu fazia com amor, eu adorava cada clique, cada detalhe, cada elogio e cada memoria que se deixava para trás. O Ícaro tem 2 anos e até hoje ainda não consegui realizar meu sonho eu sei que vai ser um pouco difícil pois o meu primeiro passo vai ser minha câmera, onde estou fazendo de tudo para conquista-la com a ajuda de pessoas que acreditam no meu SONHO, em seguida irei batalhar para conseguir o meu curso onde vai ser o passo numero 2... 
                                      
Enfim, estou aqui para incentivar você a correr atrás dos seus sonhos, nunca desista daquilo que você pede a Deus todas as noites até porque DEUS tem planos para sua vida, então seja paciente. 
Não importa o que as pessoas pensam, se você acredita que vale a pena lute por isso, haja o que houver, não desista, acredite, você é capaz de fazer qualquer coisa que desejar, qualquer coisa mesmo! Quando falta sorte, tem que sobrar atitude, o azar morre de medo das pessoas determinadas.

Daqui a VINTE ANOS você se decepcionará  mais por aquilo que deixou de fazer do que pelo que fez. Então, que se DANE os limites! Saia do porto seguro. Aventure-se! Explore! Sonhe! Descubra!



Sei lá, tem sempre um pôr-do-sol esperando para ser visto, uma árvore, um pássaro, um rio, uma nuvem. Pelo menos sorria, procure sentir amor. Imagine. Invente. Sonhe. Voe. Se a realidade te alimenta com merda, meu irmão, a mente pode te alimentar com flores. Eu não estou fazendo nada de errado. Só estou tentando deixar as coisas um pouco mais bonitas.
—  Caio Fernando Abreu

Me acompanhe: Super unhas!


Oiiiiiiiiiiiii, vim hoje com algo legal, novidades... Resolvi criar um "quadro" no blog onde tudo que estou batalhando pra ter tenha um público pra isso.
Depois que tive o Ícaro dei uma relaxada na beleza, me deixei um pouco de lado, não liguei pra beleza nem de me cuidar. Mas um dia desses notei que ainda só tenho 17 anos, não quero ter 17 anos com cara de velha. Então olhando na internet vi umas imagens de unhas grandes e lindas, as unhas dos sonhos, dei uma leve olhada nas minhas e super me senti mal, são horríveis? SIM!!!!

Ha alguns meses atrás eu deixei minha unha incrível, grande, porém fracas, consegui deixa-las grandes, pintava quase todos os dias, maaaas... Só vivia com elas na boca, resumindo:  amoleciam e quebravam. Desde então eu não consegui mais parar de roer novamente. Ontem me peguei pensando no quanto estou diferente, determinada e me sinto mais madura, então pensei: Vou mudar, vou ficar mais bonita, vou me cuidar mais, e em tantos defeitos resolvi começar pelas unhas.

Essas são minhas unhas atualmente:




São horríveis eu sei, NUNCA n-u-n-c-a NUNQUINHA MESMO fui em uma manicure, nunca gostei de ser menininha antigamente... Hábitos chatos que deixam a gente mais feia em pequenos detalhes.

Primeiro passo: Como não sei fazer as unhas e elas estão muito pequenas resolvi eu mesma pintar, sei que tem muita cutícula mas empurrei as que consegui e tirei sozinha... Mas como ainda estão mt curtas preferi deixar crescer mais um pouco para poder ir na manicure. 
Deixando elas pintadas eu evito roer mais, acho mais bonitinhas, e quando dá aquela super vontade louca eu coloquei algumas coisas p evitar, como:

  1. Coloquei como plano de fundo do celular uma foto de uma unha grande e linda, e quando quero roer olho pra ela e sempre falo: "você não quer elas assim? então não roe"
  2. Eu roo o esmalte
  3. Comprei uma caixinha de "tic tac" para que sempre que for roer coloco um na boca
  4. Tenho uma super mania de morde a boca, então quando quero roer unhas eu fico mordendo as carninhas da boca (que vou tentar parar também pois descobri que dá câncer)
  5. Ou fico roendo as carnes dos dedos :/ Outro erro, pois sangra, sou meio esquisita mesmo
Então é isso se vocês tiverem alguma dica p me da, pois como sou nova nesse mundo feminino (sempre fui muito desligada), não tenho noção do que passar e etc... Estou muito feliz por sentir essa super força de vontade de ficar bonita, e assim como as unhas estou querendo mudar varias outras coisas... Mas vamos fazer isso devagar né? É muita coisa p uma pessoa só :/ HAHAHA

Mas alguém disposto a deixar as unhas lindas? Me acompanha. 


Laço de amor {Amamentação}



Olá Mamães, hoje vim falar sobre "amamentação" ou melhor sobre a Amamentação do Ícaro até hoje. Sim até hoje, ele com 2 anos de idade ainda mama, eu gostaria muito de amamenta-lo até os 3,4 por ai... Mas n será possível pois há alguns meses atrás percebi um lado do meu pescoço muito alto, volumoso... Fui ao médico e descobri que estou com alguns focos de nódulos na tireoide e precisarei tomar alguns remédios muito fortes, e preciso parar de amamentar pois os remédios podem ir para o leite e provocando algumas coisas que não sei ainda direito, enfim...


 Muita gente me critica pelo fato de ainda amamentar o Ícaro pois ele já é uma criança de 2 anos e que meu leite não o alimenta, mas o fato é que eu também pensava isso, até que fui dá uma olhada na cor do meu leite (que eu achava que não tinha) e me surpreendi com a cor, parecia que tinha acabado de ter bebê, parecia leite de recém mãe, aquele leite branco branco branco... 

Pode não alimentar o Ícaro, mas é muito gostoso ter esse laço de amor com ele, é muito bom ficar grudadinha com ele, é maravilhoso amamenta-lo.
Existem muitas mães que não tem condições de amamentar o filho por muito tempo, o que é uma pena... Então se eu posso porquê parar com 6 meses de nascido????????? 

Tenho algumas conhecidas que falam que nunca vão amamentar os filhos pois não querem que os seios fiquem caídos, não sabem elas que amamentar é um ato de amor e saudê. Na minha opinião não existe nada mais lindo que uma mãe amamentando seu filho!

Tá sendo muito difícil tirar o Ícaro do peito, até pq ele só dormeeeeeeeee assim. Mas já tem alguns dias em que ele vem dormindo sozinho, e tem aquelas recaídas. Mas é normal né? 

Se você tem dúvida sobre amamentar ou não seu filho, dá uma pesquisada no google o quanto é importante o leite materno!

Eu mamei até os 4 anos.

E você? Amamenta? 



Ajude o Pedrinho a continuar sorrindo {Doe 10}

Olá pessoal, vim aqui hoje falar sobre algo muito importante. Vim apresentar a vocês a história do Pedrinho que tem uma síndrome rara e como muitas outras crianças precisa de um transplante fora do País, e isso requer dinheiro, e como é MUITOOOOO caro ele precisa de todos nós.



Leia mais sobre o Pedrinho (texto tirado da página Ajude o Pedrinho a continuar sorrindo):

Pedrinho nasceu dia 22/08/2013, na maternidade Pro Matre em São Paulo, com 36 semanas e 1 dia, considerado prematuro tardio. Durante a gravidez, ao fazer um ultrassom descobri sobre uma possível obstrução intestinal que só seria confirmada após o nascimento do bebê, podendo ser operado logo após seu nascimento ou após alguns dias. Com 5 dias de vida, Pedrinho passou por sua primeira cirurgia, uma laparotomia, onde foi diagnosticado a síndrome do intestino curto. Devido a má formação, o intestino delgado estava necrosado e teve que ser extraído quase que sua totalidade. No caso do Pedro não restou absolutamente (quase) nada de intestino, digamos que uns 12 cm de duodeno. Com 4 meses de vida, foi feita uma segunda cirurgia para alongar o que sobrou, ficando com aproximadamente com 25 cm. O intestino delgado é responsável pela absorção dos nutrientes {...}  Leia mais

Resumindo o Pedrinho precisa dessa cirugia, no Brasil, a cirurgia ainda é realizada de forma experimental. O último caso ocorreu há 10 anos na Santa Casa de São Paulo, mas o bebê não resistiu. A especialidade se encontra fora, nos EUA, com um custo extremamente alto para os nossos padrões. O custo em média é de 1 milhão de dólares! Isso mesmo, 1 MILHÃO DE DÓLARES! ou seja, mais de R$ 2.000.000,00, DOIS MILHÕES DE REAIS. 


10$ não vai te fazer falta, 10$ pode não ser muita coisa pra você, mas p Pedrinho vale MUITO! Conheça a página do Pedrinho clicando aquiPrecisamos agora de USD 649 mil (dólares) para chegarmos lá! Todas as doações são muito importantes! Somente juntos conseguiremos!


Se você é Mãe, pare um pouco, pense... E se fosse com você? Imagine o sofrimento dessa mãe!




Tag: 7 coisas!


Adoro fazer tags, principalmente quando eu não tenho nenhum assunto legal pra escrever aqui no blog. Dai vim hoje fazer essa tag, terei que responder com 7 respostas cada tema! Vamos lá?


7 coisas pra fazer antes de morrer:

  1. Me torna fotografa profissional
  2. Viajar para outro país
  3. Voar de balão
  4. Pular de paraquedas 
  5. Aprender a nadar
  6. Aprender a andar de bicicleta
  7. Ter minha própria casa
7 coisas que faço bem:

  1. Fotografar
  2. Panquecas
  3. Comer
  4. Aprender
  5. Dormi {rs}
  6. Ser legal quando eu quero
  7. Encher a paciência dos outros
7 coisas que mais falo:

  1. Sai dai Ícaro
  2. Vem cá Ícaro
  3. Não Ícaro
  4. Não pode Ícaro
  5. Mãe me dá isso? Mãe me dá aquilo?
  6. Eu te amo
  7. Ícaro, Ícaro, Ícarooooooooo
7 coisas que não faço bem:

  1. Cozinhar
  2. Socializar
  3. Dançar
  4. Aconselhar
  5. Arrumar
  6. Sair de casa só
  7. Manter um blog :/
7 coisas que me encantam: 

  1. A doçura do Ícaro
  2. Pôr do sol
  3. Sorrisos espontâneos
  4. Conseguir uma boa fotografia
  5. O azul do céu (fico horas e horas apreciando o quanto é perfeito)
  6.  Elogios
  7. Beijo na testa
7 coisas que eu amo:

  1. Comida da minha avó
  2. Cheiro do meu bebê
  3. Dormi com meu mô
  4. Series Americanas
  5. Fotografar
  6. Vê o Ícaro sorrir
  7. Conquistar as coisas com o meu suor 
7 coisas que eu não gosto:

  1. Falsidade
  2. Amendoim
  3. Calor
  4. Gente que fala catucando 
  5. Gente que reclama o tempo todo de tudo
  6. Perfumes fortes de mais
  7. E ônibus lotado

Então é isso... Gostaram? Não tenho 7 blogs para indicar até porquê não conheço nenhuma blogueira ainda rsrsrs, mas se você achou legal e quiser fazer também eu vou adorar vê!
"Não esquece de dá um curti com o próprio facebook embaixo da postagem e seguir o blog <3"


Voltei!

Por motivos pessoais tive que dá uma desativada no blog, mas já voltei com pensamentos diferentes, coloquei o nome de Gabriela Rito porque não tenho mais problema quanto a isso. 

Essa semana ainda espero gravar um vídeo falando um pouco sobre um probleminha que estou enfrentando na saúde do Ícaro, é mais um ALERTA para todas as outras mães que existem no meu facebook e que vão lê esse blog. Espero receber sugestões de vocês e prometo melhorar mais a cara do blog, isso foi só um "improviso" que não deu muito certo... Espero vocês na próxima postagem!!!! 

Enquanto isso porquê não dão uma olhadinha nas postagens antigas? <3 E dá um curti na postagem com o próprio facebook :) Volto em breve!



Ser mãe de prematuro por Jazmín Dalessandro.

Oi gente, hoje eu não vim falar sobre mim e sim sobre a Jazmín que é Mãe adolescente mais passou por muita coisa difícil, superou e é a prova viva de que idade não define maturidade muito menos ser Mãe! Eu pedi para que ela me mandasse uma resuminho da história dela, vamos conferir? "Toda a história foi feita pela mesma, leia como se fosse ELA falando."



Ser mãe já não e fácil.. Ser mãe de prematuro, menos ainda. 

Não fui "mãe de uti" mais nada foi fácil! Desde que soube que estava gravida, fiz meu pré natal direitinho, me cuidei e sempre fazia tudo pensando no bem do meu filho, Enzo. Quando estava de 32 semanas viajei para a Bahia, onde mora o pai dele.


Tudo estava indo muito bem, até uma sexta onde comecei a sentir cólica, e fui para o hospital... O medico me disse que não era nada, pra eu ficar de repouso que iria passar. Mas nada passou, ao contrario, sentia essas "cólicas" de 5 em 5 minutos, e assim foi a madrugada toda... 

No sábado de manha cedo, já sem aguentar e sem saber o que era, fui ao hospital de novo.. E o medico me disse que eu estava em trabalho de parto prematuro. Estava com 5cm de dilatação! Em segundos, vieram milhões de coisas na cabeça.. Por que isso? O que eu fiz de errado? Será que meu bebe está bem? E agora? Faltava 1 mês e meio ainda. Não era aqui pra ele nascer... Não tinha nada dele comigo, afinal.. eu estava em outra cidade!

 Tive que ficar no hospital, avisei ao meu namorado e liguei pra minha mãe que no mesmo dia saiu voando do Rio de Janeiro para a Bahia. Fiquei internada 4 dias, tomando mil coisas na veia, tentando segurar meu pequeno. Sofrendo, ansiosa, sem saber o que iria acontecer. 
Me falaram que isso estava acontecendo por uma infecção urinária, que iriam tratar dela e seguir tentando segurar o bebe. Mas não teve jeito, tentaram por 3 dias e meio, e no dia 28 se Janeiro o Enzo resolveu nascer. 


 Foi aquele medo misturado a felicidade... Até então o Enzo não tinha o peso adequado pra sair do hospital após as 24 hrs, então já me preparava pra ficar por lá mesmo... Mas para a surpresa de todos, o pequeno Enzo nasceu com um pouco mais de 2kg! Era tão pequeno! Tudo ficava gigante nele, fralda, roupa.. Dava medo de pegar. Mesmo assim ficamos 3 dias, por ter que fazer vários exames e ter a certeza de que estava tudo bem. Não foi fácil, nem é. Os cuidados, são em dobro e fora ter que aguentar as pessoas dizendo que ele é menor que um bebe de quatro meses.. Ai vou eu explicar o porque! rs. 


Hoje com 4 meses ele é um bebe mais que saudável! 
Amado, feliz, e muito esperto.



Relarto do parto

"Esteja aqui ás 7:00hrs da manhã em jejum do dia 29/Agosto" disse o meu médico.
Lá estava eu ás 5:00 hrs da manhã acordada na cama, me virava pra um lado e pra outro sem conseguir dormi. ERA HOJE, hoje que eu ia conhecer o verdadeiro amor da minha vida, era hoje que eu ia poder vê o rostinho de quem tanto chutou minhas costelas (rs), era hoje que eu ia saber o verdadeiro significado do que é AMOR.

Levantei da cama, não ia conseguir dormi mesmo, tanta gente mandando mensagem pra mim me desejando uma boa hora, me deixava ainda mais nervosa. Eu tinha medo de que acontecesse algo errado, que eu morresse ou roubassem o Ícaro na maternidade.
Liguei o computador, não tinha ninguém online pra me socorrer hahaha, deixei uma postagem lá dizendo o quanto estava nervosa. Tomei um banho, me maquiei (não ia parir feia, logico), ajeitei minhas coisas na bolsa (a do bebê já estava pronta), e #partiu #maternidade (rs).


Meu ultimo dia grávida

Cheguei la exatamente as 7 como marcado, passei algumas horas na recepçao esperando a Mãe que estava no meu quarto receber alta.
Antes mesmo de me levar ao quarto me chamaram para a sala de cirurgia "mas ja? Nao tinha nenhuma preparação antes?
Fui pra sala de cirúgia ás 9:30  super nervosa, a psicologa conversando comigo perguntando ate se eu gostava de macarrão pra tirar minha atenção da anestesia. É não foi tão ruim assim, não doeu muito!
Me deitei, já não sentia minha pernas, rezei, eles amarram meus dois braços na cama pra que eu não me mexesse, já estava em pânico, mas cade minha mãe que ia entrar comigo? "EU QUERO MINHA MÃAAAAAE". Minha mãe entra na sala, ufaaaaaaa! Ela segura minha mão, e todo o procedimento estava acontecendo, eu estava nervosa, contando os minutos, de repente o anestesista se curva em cima de mim e faz pressão com as duas mãos para descolar Ícaro de cima, a cama remexia e eu estava super assustada.



Minha mãe começou a gritar do nada: Vem vovó, vem gostosinho, a gente tá te esperando" e os médicos todos rindo hahaha, e com um piscar de olhos eu escuto um chorinho, um chorinho leve, mas gostoso de se ouvir, minha mãe logo começou a falar: "Ah ele tem a boquinha do pai" "poxa mãe valeu" haha, e logo vem a enfermeira com o meu pequeno todo meladinho ainda, sem chorar, quietinho, e coloca perto do meu rosto. Eu queria poder toca-lo, mas os meus braços estavam amarrados ainda, então dei um beijinho na testa dele, e pose pra foto:



O Ícaro nasceu ás 10:05 da manhã, tiraram ele de perto de mim para limpar, eu estava em pânico "ninguem vai me desamarrar?" calma Gabriella você ainda está toda aberta esse era meu pensamento, era nesses pensamentos que me faziam passar mal, mais tudo bem. 
Levaram meu filho pra dá banho, "MÃE CORRE ATRÁS, ELAS VÃO ROUBAR ELE", minha mãe saiu atrás delas e eu fiquei, nervosa mas estava sendo costurada, enquanto os meus médicos conversavam sobre mandar um para o outro vidas para jogos de facebook, acreditem.
Fui sai da sala ás 10:50, em uma maca direto pro quarto. Quando cheguei lá vi todo mundo, menos o meu filho "CADE O MEU FILHO? PELO AMOR DE DEUS" lá vem ele dentro de um bercinho com rodinhas haha, colocaram o berço do meu lado e eu passei horas olhando pra ele e pro pai dele, que felicidade que eu senti.

Primeira foto dele no quarto.

Passei o dia inteiro deitada naquela cama, até que ás 7hrs da noite me trouxeram uma enfermeira "do mal" que com todo "cuidado" arranca o curativo da minha cirurgia pra poder limpar, eu gritava de dor e ela simplesmente me chamava de mole, qualquer dia desses eu ainda volto lá pra poder arranhar a cara dela rs...  Em seguida ela levanta minha cama com toda rapidez, me deixando espremida e com muita dor, me fez levantar rápido onde eu não consegui me segurar, minha vista escureceu e eu não consegui segurar o meu corpo. Minha mãe e meu marido me levou pra dentro do banheiro pra tomar banho, foi um verdadeiro show de humor, eu não conseguia se quer ir pra debaixo do chuveiro, andar era um desafio. Tomei o meu banho, me arrumei e fui dá uma volta nos corredores do hospital, eu era forte e ia conseguir. Recebi uma papa de aveia (ate que tava gostosa) e um copinho de suco haha.


No dia seguinte recebi alta, vamos pra casa?




Dois corações em um só corpo

Depois da primeira ultrassom minha ficha caiu mais um tiquinho, eu ainda não estava acreditando, foi tudo muito rápido, ainda não estava totalmente preparada,"O QUE AS PESSOAS VÃO PENSAR?"... Esse era o meu pensamento, o que as pessoas iam falar de mim... Dito e feito, meu nome estava na boca de todo mundo. Sabe quando você acha que pode confiar em alguém e esse alguém te decepciona? Exatamente, contei a uma "AMIGA" e provavelmente ela saiu espalhando por ai, até porque não tinha como as pessoas imaginarem, eu não saia de casa, minha barriga não estava diferente e eu estava de FÉRIAS não ia a escola.  

Quando chegou no final de Fevereiro voltou ás aulas, eu passei pro turno da noite, não porque eu estava grávida, mas sim porque minha mãe estava estudando nesse turno também e eu poderia acompanhar ela.  Depois dessa mudança de horário pra estudar, as pessoas me julgaram bastante, falando que eu estava com vergonha da "BURRADA" que fiz e que eu era uma "IDIOTA". Colegas da escola mandando mensagens pra mim no facebook: " Ah, é que ta rolando um boato que você, hm..." Que eu to grávida, é estou sim" respondia, mas respondia com medo do que iam falar de mim, do que iam pensar, sabia que eu era a ATRAÇÃO PRINCIPAL da escola. 


4 meses de gestação
De casa pra escola, dá escola pra casa: Essa era minha vida , ate que um dia com 4 meses de gestação, descobri um site "ask.fm" onde as pessoas fazem perguntas e blá blá blá. Criei uma conta lá, e descobri várias meninas adolescentes grávidas, parecia que eu tinha encontrado meu lugar. Comecei a seguir todas elas, acompanhei cada resposta, eu via que não era a única que sofria preconceito, e me sentia bem em vê as meninas superando isso, respondendo cada pergunta como uma pergunta qualquer, as criticas em anônimos não atingia elas, foi ai que comecei a receber bastantes perguntas em anonimo, me xingando, e falando bastante coisas horríveis em relação ao meu filho, me senti mal, não consiga dormi, queria saber quem era que mandava aquelas coisas pra mim. Passei uns dias sem entrar no ask.fm, me senti melhor, passeava bastante na rua com meu namorado, estava começando a aceitar essa gravidez como uma coisa boa na minha vida. Na rua, no shopping, na praia sempre via mulheres com crianças, ficava me imaginando com o meu bebê naqueles lugares, via muito vídeo na internet, não podia vê uma criança que eu queria pega-la no colo. Aquele ask.fm só estava me prendendo, prendendo a FUTURA MÃE que tinha dentro de mim. 


Quando completei meus 5 meses de gestações no mesmo dia fui fazer uma ultrassom. "Vamos vê se é uma menininha ou um meninão?" disse a médica.
Eu já sabia que era um menino, não fiquei muito chocada, eu já sabia!!!!!!! O pai do Ícaro ficou sem reação, acho que toda a felicidade dele estava trancada dentro dele, minha mãe só sabia falar 'nenemzinho, pitoquinha da vovó" kkkkkkkk, é!



6 meses
Quando cheguei em casa e me deitei na cama, senti o primeiro chute (E QUE CHUTE), ele se mexia muito, fiquei muito nervosa, mas também muito feliz, passava horas e horas passando hidratante na barriga e conversando com ele. Foi ai que levantei a cabeça e prosseguir com a gravidez, sem ligar pra opinião dos outros e nem quem falava de mim. Afinal, eu tinha um bebê, uma família que me apoiava, e um namorado que não me abandonou, para a infelicidade do povo.

Quase todo dia eu estava fora de casa. Não parava em casa, eu sabia que depois que o bebê nascesse eu não ia poder tá saindo muito com ele, então aproveitei bastante na gravidez. Superei bastante o preconceito, postava bastante fotos gravidas e comecei uma amizade com algumas meninas do ask.fm, criei até um ask para responder perguntas das meninas que engravidaram e estavam sofrendo preconceito, o nome era: Mamães de salto alto!

Com uns 7 meses, tive um desejo muito nojento por sinal... Minha mãe estava cortando fígado para assar, eu estava com muita aguá na boca em vê aquele sangue, aquela carne crua, aquele cheiro, me deu uma vontade GRANDONA de comer um pedaço. Esperei minha mãe sai da cozinha peguei uma fatia, e meti na boca. Nossa, estava tão gostoso, não sei explicar... Resumindo: Vomitei tudo depois. 


7 meses

Os meses foram passando, estava indo para o pré natal todo mês, até que quando completei os meus 8 meses, fui ao médico para uma consulta normal, ele me pediu uma ultrassom.
"sua placenta já está madura, esteja aqui no dia 29/Agosto ás 7:00 em jejum, vamos fazer essa cirurgia antes que você entre em trabalho de parto" disse o médico. Fiquei em choque, mas tão rápido assim? 


Continua no próximo post: "Relato de parto", aguardem...



A descoberta

"Descoberta da gravidez"


Janeiro: Parece que eu já sabia, não tive TPM, não senti cólicas, muito estranho... Dia 07 no sábado (que era o dia certo de vim) eu já acordei assustada, eu sabia que não ia vim, contei a minha mãe e ela só disse: "calma, o dia só tá começando", querendo ela não colocar fé nessa possibilidade, mas mesmo assim não fiquei quieta, liguei pro meu namorado e ele foi me buscar para almoçar com a família dele. Chegando lá, contei a minha sogra sobre minha intuição, na mesma hora ela me levou em um laboratório, tirei sangue e a enfermeira mandou eu ir buscar na segunda pois no Domingo eles não funcionam. 

Passei o final de semana inteiro na expectativa, não sabia se estava feliz ou triste, liguei pra minha mãe e ela simplesmente falou super normal, pensei que ia ficar chocada por saber que as chances eram grandes de verdade, depois que eu cheguei ao ponto de ir fazer um teste. 

Na segunda feira minha sogra foi bem cedinho pegar o resultado, eu já estava com o coração na mão de tanta ansiedade, quando ela ligou pra mim eu estava dormindo, mandou eu ir pro laboratório pois eles queriam que eu tirasse sangue de novo, pois como eu era de menor precisavam ter CERTEZA do resultado. Desci a ladeira correndo ás 8hrs da manhã, não iria aguentar esperar mais um dia. Fui, tirei sangue e voltei pra casa, mais um dia de ansiedade sem fim... Não consegui dormi na madrugada.

As 10hrs da manhã da terça feira meu namorado chega lá em casa com o exames nas mãos, meu coração gelou, estava louca pra saber o resultado, mas a minha mãe pegou das mãos dele, me olhou nos olhos e disse: "independente do resultado, vou estar sempre aqui, apesar que tudo vai mudar, nada vai ser o mesmo". Minha mãe abriu o exame e na mesma hora começou a chorar, já imaginei, só de olhar minha mãe chorar por um deslize meu, meu coração doía, eu não conseguia chorar, eu não conseguia ter reação nenhuma, pra mim aquilo não era nada, eu não imaginava o que estava acontecendo, achei que a criança não ia nascer nunca, que era só uma "fantasia", não sabia eu que as coisas iam mudar muito pra mim, que tudo ia ser diferente e um pouco difícil, mas isso ainda estava só começando... ainda naquele momento eu estava vidrada no meu namorado, e ele só de me olhar me passava confiança, eu sabia que ele não iria embora, não ia me deixar sozinha nessa, até porque era um sonho pra ele.


  Contamos para toda a família, no começo a família do meu namorado queria que a gente casasse super ao contrario né? Minha mãe não queria que eu casasse, sabia que eu era muito nova pra casar com ele, não sabiam se ia dá certo, eu não ia conseguir cuidar de casa, marido e filho sozinha. 


Providenciando tudo fui ao médico para vê o meu bebê pela primeira vez, foi ai que minha ficha caiu, quando vi o corpinho, a boquinha, a cabeça e uma parte dos membros se formando ainda, meu coração encheu de alegria e eu me emocionei muito, não dava pra acreditar que tinha um bebê dentro de mim, era incrível, uma felicidade que eu não sei contar detalhes...


Confira a continuação no próximo post: Minha gravidez.


Onde tudo começou...

Pra se construir uma família é necessário uma mãe e um pai haha (serio? hm), então vou contar a vocês como conheci o pai do Ícaro e como começou o meu conto de fadas...
Em junho de 2010 eu conheci o pai do Ícaro, o conheci através de uns amigos, conversava com ele pelo MSN e pelo ORKUT mas não dava muita bola pra ele... 

Até que um dia eu vi ele pessoalmente, ele foi na minha escola e foi "amor a primeira vista" hahaha, ele era lindo (ainda é), mas tinha uma cara de quem não prestava muito (namorador), mas mesmo assim me deixei levar pela beleza e pelas minhas amigas e resolvi dá uns beijinhos nele (haha)... ele morava um pouco longe de mim, então a gente conversava muito pela internet. Depois de uns 2 meses ele veio morar com a avó, aqui no meu bairro, pra minha felicidade hehe. 

Em novembro/4 a gente começou a "namorar" (só a minha mãe sabia), pra mim era um namoro, a gente se via todo dia, se falava toda hora e etc...  Em Dezembro/24 ele veio com uns amigos na minha casa para pedir a minha mãe para namorar comigo, sendo que minha mãe já sabia do nosso rolo, mas a gente queria namorar em casa, com todos sabendo... Minha mãe mandou dá um tempinho pois eu tinha reprovado na escola e era um "castigo" haha, mas mesmo assim a gente ainda se via e etc... Em junho de 2011 a gente começou a namorar em casa!

Nossa primeira foto, péssima qualidade (2011)


Ele era muito diferente de mim, funkeiro, gostava de sair com os amigos e etc... Já eu, era ROCKEIRA e vivia em um mundo só meu, praticamente eu era a estranha da escola, todos me olhavam torto, e eu adorava sei lá, estava sendo eu, não gostava de festas e amigos, mas como os opostos se atraem apesar de tudo isso nos dávamos muito bem, eramos um casal que saia muito de casa, íamos a shopping, cinema, praia... mesmo se não tivéssemos dinheiro, a gente ia nem que fosse só com a passagem e um trocado para a água, não sou dessas de "Ah não tenho dinheiro, não vou", eu só queria sair de casa e curti ele.

Um casal de retardados como falei (ate hoje) 2011
No supermercado kkkkk


Ele sempre se deu bem com minha família ate viajou no Natal de 2011 com a gente para casa de um parente meu, sem saber nós que eu já estava gravida.

Natal de 2011 (já gravida, sem conhecimento disso)


 Em Janeiro dia 10 eu descobri uma gravidez, onde chocou todos da família, ele super ficou calado, mas eu via nos olhos dele que estava pulando de alegria, pois era o que ele sempre quis: SER PAI! Apesar que estava cedo de mais. Eu não fiquei muito assustada, pra mim era normal, eu ia ser mãe, Deus me presenteou, mas não vinha na minha cabeça o quanto isso ia ser difícil...

Continua na próxima postagem: Descoberta da Gravidez





Eu acredito...


Sabendo que o nome do blog não tem nada haver com essa postagem, mas como é um fato da minha vida hoje, vou escrever pra dividir com vocês um pouco da minha realidade.Como muitos sabem eu quero me forma em fotografia, se possível haha, mas ai você fala: ''Compra uma câmera boa e divulga seu trabalho'' como se fosse fácil... Pra começar eu sou menor de idade, os cursos de Recife são para maiores de 18 anos, vamos esperar mais 1 ano... Segundo, DINHEIRO, eu não trabalho, porque  tenho um bebe e não tenho com quem deixa-lo. Por conta disso todo dinheiro que eu pego é de prioridade dele: FILHO EM PRIMEIRO LUGAR. Equipamentos e cursos dá uma grana alta,mas eu espero e confio em Deus essa parte financeira deixo nas mãos dele.

Meu pequeno Ícaro (foto da minha autoria)

    Participo de um grupo de fotografia o fotografe por amor, é lá onde eu recebo dicas e criticas onde me incentiva a prosseguir lutando pelo meu sonho. É na verdade minha segunda família!
   Como não sou de ficar parada esperando um milagre, acreditei no meu dom, pessoas acreditaram no meu dom e me fez criar coragem para fazer uma promoção no facebook de mínis ensaios, para levantar uma grana para investir no meu futuro, deixando bem claro NÃO SOU PROFISSIONAL e ''trabalho'' com uma COMPACTA, deixei algumas fotos da minha autoria para as pessoas ter uma noção do que eu sou capaz de fazer, deixando SEMPRE a pessoa ciente que foi com uma compacta. E olha deu certo, não consegui muitos ensaios mas pra quem trabalha sem curso, equipamentos, diploma estou muito bem. 



Não vou desistir, só porque não é fácil não significa que eu não consigo, seria muito chato se tudo que eu quisesse tivesse fácil, não ia ter aventuras nem uma historia legal. Muita gente não acredita em mim, diz que é fogo de palha mas quando eu tiver rica e famosa vão querer ser minhas amigas hahahaha.
    
Ontem fiz um ensaio gestante, fiz com muito amor e dedicação pq quando se tem tudo isso a câmera é a ultima coisa que importa. Essa foi uma das fotos de ontem, gostaram? ♥


Sinoveide Cavalcante esperando a pequena Nicoly



Mais alguns ensaios que fiz, vamos conferir?

Aline e Leandro (ensaio pré noivos)

Laura Beatriz (11 anos)


Camila Lima (ensaio pessoal)





Mais fotos na minha pagina do facebook: Gabriella Fotografia... Se você é de Recife, venha aproveitar a promoção: